Continuar

Novos produtos

Nosso desafio é descobrir como trazer o futuro da medicina diagnóstica para o presente.

Em 2016, o setor de P&D entregou mais de 40 novos produtos em áreas diferentes, como diagnóstico por imagens (ultrassom, tomografia, ressonância magnética), genômica, oncogenética (que detecta fatores relacionados ao diagnóstico e prognóstico de um câncer), doenças infecciosas e autoimunes. Com um portfólio avançado de testes diagnósticos, ajudamos o médico a definir o melhor tratamento para doenças complexas. Para manter esse processo plenamente ativo, o Fleury conta com seus assessores médicos e científicos que atuam em parceria com a comunidade médica, os fornecedores e, principalmente, as universidades.

Outra estratégia para aprimorar as soluções em diagnósticos é a internalização de diversos exames, ou seja, quando eles passam a ser desenvolvidos pelo Fleury em vez de fornecidos por parceiros externos. O efeito imediato dessa estratégia é a redução do prazo de liberação dos resultados, maior eficiência do teste, além de ampliar o know-how em medicina diagnóstica e aprimorar ainda mais a qualidade dos produtos e serviços. Em 2016, o setor de P&D entregou 10 internalizações de diversos testes diagnósticos. A mais recente e comemorada pela área foi a da sorologia do vírus Zika. Uma vez que tal sorologia pode apresentar reatividade cruzada com a da dengue, o Fleury traz ainda, como diferencial, o acréscimo de um teste para dengue sempre que as condições do exame para Zika exigirem, o que evita impasses para clientes e médicos.

Confira abaixo alguns dos novos exames desenvolvidos para oferecer diagnósticos ainda melhores:

Sequenciamento de exoma
É um exame de última geração que analisa uma parte dos nossos genes para detectar doenças que têm origem genética, como problemas cardiovasculares ou neurológicos. A vantagem do sequenciamento é a possibilidade de investigar várias hipóteses de doenças realizando apenas um teste. Para realização desse teste contamos com uma estrutura de bioinformática própria.

Mamografia 3D
Também conhecida como tomossíntese mamária, é o mais recente avanço desse tipo de exame para obter imagens mais nítidas da estrutura da mama e, assim, aprimorar o diagnóstico de lesões e detectar tumores, especialmente em mulheres que não apresentam sintomas de câncer. Essa nova técnica usa projeções bidimensionais obtidas em ângulos diferentes para criar imagens mais precisas. Na mamografia tradicional, a sobreposição dos tecidos que compõem a mama dificulta a identificação de tumores em estágio inicial; já na tomossíntese há aumento de 27% na detecção do câncer, segundo um estudo realizado na Noruega.

Exame não invasivo do feto
Um exemplo de parceria para transferência de tecnologia na área de Medicina Fetal foi a firmada com a Illumina para oferecer o teste de Trissomia Fetal, um método diagnóstico não invasivo. Com uma amostra do sangue da mãe, é possível descobrir, com 99,5% de precisão, o risco de o feto desenvolver síndromes como as de Down, de Edwards ou de Patau. Esse teste também detecta alterações nos cromossomos sexuais (X e Y), como síndrome de Turner e Kleinefelter.

Detecção dos erros inatos
O Fleury reduziu para sete dias úteis o prazo de liberação do resultado da quantificação de aminoácidos no plasma sanguíneo – quando esse mesmo exame é feito por meio do líquor ou da urina, leva de 20 a 30 dias corridos. Esse teste tem utilidade na investigação de erros inatos do metabolismo ou do transporte de aminoácidos, como a fenilcetonúria, uma doença que pode causar lesões no cérebro, levando a deficiência intelectual, se não diagnostica precocemente. Esses erros representam 10% das doenças genéticas, e podem ser detectados desde a fase neonatal. A rapidez nesse tipo de diagnóstico é essencial para evitar a piora dos sintomas ou a irreversibilidade do quadro clínico.

Síndrome de Wiskott-Aldrich
É um teste importante em uma das especialidades em que o Fleury mais se destaca: a imunologia. A Síndrome de Wiskott-Aldrich é uma imunodeficiência ligada ao cromossomo X e algumas de suas manifestações clínicas características são eczema, infecções recorrentes e hemorragias graves, principalmente no trato gastrointestinal. A doença é rara – atinge 1 em cada 100 mil pessoas –, e também eleva o risco de desenvolvimento de tumores e de doenças autoimunes. O diagnóstico da síndrome por meio da citometria de fluxo é um dos novos exames oferecidos pelo Fleury.

T3 reverso
Um exemplo de exame que foi internalizado para ser aprimorado pelo time de Pesquisa & Desenvolvimento. Como resultado, houve uma expressiva redução do prazo de entrega do resultado para o cliente.

Ecocardiografia e Ultra-sonografia com Contraste
O exame de ultrassonografia com contraste é indicado na avaliação de lesões focais hepáticas para caracterizar sua natureza. Nas estruturas arteriais, é indicado para comprovar oclusão sugerida em estudo por Doppler e avaliação de endoleaks (vazamentos) em próteses (stents) aórticas e arteriais.

Elastografia, por Ressonância Magnética
Método não invasivo capaz de quantificar o grau de rigidez hepática associada a doenças hepáticas crônicas. Pode substituir a biópsia hepática.

Teste de Fragmentação de DNA Espermático
Novo produto no mercado com impacto considerável nas áreas de ginecologia e urologia, auxiliando no diagnóstico da infertilidade masculina.