Continuar

Com aporte do Grupo Fleury, R$ 2 milhões serão destinados no auxílio ao combate à pandemia

Iniciativa faz parte do projeto “Salvando Vidas” em que os valores doados pela sociedade civil ou instituições privadas são dobrados pelo BNDES

O Grupo Fleury e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) se uniram em uma parceria para fortalecer as ações de combate à pandemia de Covid-19 no Brasil. No total, R$ 2 milhões serão investidos na cooperação para o sistema de saúde, R$ 1 milhão será doado pelo Grupo e o valor será dobrado pela instituição financeira. A parceria faz parte de um projeto intitulado “Salvando Vidas”, na qual foi criada uma plataforma de matchfunding – que já arrecadou mais de R$ 111 milhões desde o início da pandemia.

Esse valor será destinado para a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs) e cilindros de oxigênio medicinal para instituições filantrópicas em capitais onde a companhia está presente. De acordo com a presidente do Grupo Fleury, Jeane Tsutsui, com esse aporte haverá o impacto direto em cerca de 50 instituições beneficiadas, podendo checar a 100 instituições considerando o aporte dobrado do BNDES. “Vamos contribuir com instituições presentes em municípios nos quais atuamos a fim de auxiliar hospitais filantrópicos na compra de EPIs, e, especialmente, para a aquisição de insumos vitais nesses hospitais, como oxigênio”, afirma Jeane.

Como funciona?

O BNDES vai dobrar o valor em dinheiro de contribuições da sociedade civil e de empresas até o valor de R$ 50 milhões. A cada R$ 1 doado pela sociedade civil ou por empresas, o BNDES aportará mais R$ 1 no projeto, até o limite de R$ 50 milhões. Assim, o Banco dobrará o apoio da população.

Os materiais, insumos e equipamentos serão comprados e distribuídos para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que mais precisarem por todo o país. Essas entidades atendem, principalmente, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o volume mobilizado pela campanha “Salvando Vidas”, serão encontrados os melhores fornecedores desses equipamentos de proteção, com a vantagem de negociação com escala para se obter custos mais baixos.

Imprimir