Continuar

Grupo Fleury no Best Innovator

Grupo Fleury no Best Innovator

A A.T. Kearney, consultoria de gestão de negócios, com mais de 90 anos de trajetória global e uma das 4 maiores do mundo, acaba de divulgar seu ranking Best Innovator das empresas mais inovadoras do país em 2017. A competição e sua premiação existem desde 2003 em nível global e desde 2010 no Brasil. O evento de premiação das 20 primeiras colocadas aconteceu na noite de ontem (12), no Auditório do Departamento de Engenharia de Produção da USP.

O programa é realizado pela consultoria em mais de 15 países, e considera cinco dimensões de inovação com pesos diferentes: estratégia (22%), processos (24%), organização e cultura (21%), estrutura e suporte (21%) e resultado da inovação (12%). No Brasil, em 2017, a competição pelo prêmio Best Innovator é uma parceria da A.T. Kearney com a Superbid, e conta com o apoio da Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP.

Mais de 200 empresas brasileiras já participaram do programa. “O Best Innovator é a publicação mais antiga e consolidada do mercado voltada à inovação, e é amplamente consagrada entre as empresas. Ela parte de uma metodologia robusta de avaliação que considera diversos aspectos de inovação que são cobertas por um questionário detalhado que é convertido em um ranking de inovação”, explica François Santos, sócio da A.T. Kearney no Brasil.

O que mais chamou a atenção dos avaliadores nessa última edição foi a valorização das parcerias como fonte de ideias, o uso intenso de conectividade e internet para aproximar a empresa do mercado e o desenvolvimento de startups como alavanca para acelerar os projetos de inovação.

“Para a Engenharia de Produção a inovação é um tema de grande importância, pois através dela as organizações podem se tornar mais competitivas. Por isto a inovação é tratada em disciplinas de graduação e pós-graduação no curso de Engenharia de Produção da EPUSP. A premiação do Best Innovator valoriza as empresas que trilharam com sucesso este caminho e é com grande satisfação que nosso Departamento recebe este evento promovido pela A.T. Kearney e pela Superbid.”, destaca o Prof. Dr. Fernando José Barbin Laurindo, chefe do Departamento de Engenharia de Produção da USP.

“O modelo de alavancagem das startups adotado pela maioria das empresas mais inovadoras indica uma tendência diferente da que se identificava nas outras edições do Best Innovator. As empresas inovadoras atraem as startups oferecendo seus próprios negócios como ambiente de laboratório para incubar as iniciativas e com um compromisso mais forte de desenvolver soluções não necessariamente exclusivas para melhoria de seus produtos, serviços e processos. Um ambiente muito colaborativo”, diz Edson Bouer, diretor executivo da Superbid.

Mais do que um ranking, o Best Innovator é um programa cujo objetivo é manter um ambiente contínuo de debate sobre as melhores práticas de inovação, propiciando uma competição saudável para que as empresas avaliem suas capacidades de inovação. E esse foi o principal destaque nas falas da maior parte dos executivos em seus discursos ontem.

“Consideramos que a Inovação sempre fez parte de nosso DNA. Só para citar um exemplo curioso, fomos a primeira empresa a lançar o celular pré-pago no Brasil. Acreditamos que só a inovação consegue, de fato, nos propiciar esse crescimento tão significativo e sustentável”, destacou o Vice-presidente de Negócios da Algar Telecom. “Esse prêmio é consequência de todo trabalho que viemos fazendo. Estamos investindo muito em robotização, inteligência artificial. Inauguramos recentemente um laboratório de smart Grids, inclusive aqui na USP, e iniciamos a primeira rodada de investimento com Startups“, destacou Lívia Brando, da EDP.

“Esse ano criamos o Garagem Cielo, cujo objetivo é deixar claro para toda a organização que inovar é um dever de todos, e não faz sentido pensar em uma área de inovação. Criamos o projeto para nos aproximar de Startups, promover a mudança de cultura interna e por fim inovar com os clientes. Hoje queremos chamar o cliente para dentro da empresa, entender as dores dele e no final oferecer uma solução. Esse prêmio é para todos os nossos funcionários“, afirmou Diego Feldberg, Diretor de Produtos Digitais e Inovação da CIELO.

“Omni channel para nós já é coisa do passado. Hoje você consegue entrar no nosso site e consultar o estoque de todas as lojas, por exemplo. Acho que esse tipo de tecnologia emergente de integração com clientes e fornecedores, hoje, nenhuma outra varejista no Brasil tem”, afirmou Charles Schweitzer, Gerente de Inovação da Leroy Merlin, ao receber o prêmio.

“Temos uma cultura de inovação muito forte. Falar de inovação é olhar para o futuro. Temos aqui hoje várias empresas de energia e acho o benchmark importante. Fizemos agora um piloto e temos que fazer uma ajuda conjunta para encontrar os espaços para inovar. O setor elétrico, hoje, gasta 1 bilhão de reais por ano, com investimento mandatório de governo. 83% disso vai para pesquisa. Acho que tem muito espaço para a regulação brasileira ser mais pró-ativa e aproveitar para engajar novos negócios. Podemos exportar talentos e modelos de negócio para o mundo. Vemos esse prêmio como uma porta que se abre para todo o setor nesse sentido”, destacou Bruno Franco Cecchetti, Diretor de Inovação da Enel no Brasil.

“Dois anos atrás nem estávamos classificados para a seleção final e hoje estamos no TOP 10 do ranking. Vivemos um mundo em que se fala em inovação dentro das Startups, mas sabemos o quanto está sendo feito dentro das companhias, quanto investimento está sendo feito nesse sentido pelo país”, afirmou Bruno Stefani, Gerente Corporativo de Inovação da AMBEV.

“A inovação está no nosso DNA. Inovar em saúde é muito importante, pois significa trazer mais bem-estar para as pessoas. Como projeto maior em inovação hoje, estamos investindo em Genoma, e acreditamos que a medicina de precisão é o futuro”, explicou Galeno Jung, Diretor Executivo de Estratégia, Marketing e Inovação, sobre os projetos do Grupo Fleury.

“Inovação é uma jornada. Sabemos das dificuldades de investir em P&D no Brasil, e a Embraco se esforça para manter esses esforços de forma muito consistente e isso se reflete nos resultados que temos nos nossos negócios. A inovação está totalmente ligada à competitividade em nosso negócio. Hoje temos projetos ligados à Indústria 4.0, buscando mais produtividade, além de, claro, foco no nosso produto, pensando em coisas como eficiência energética, por exemplo“, elencou Eduardo Vasconcelos, da EMBRACO.

“Estamos em um processo de grandes mudanças nos últimos anos. Temos 4 mil funcionários no Brasil e queremos que essas 4 mil pessoas tenham a liberdade para falar sobre inovação. Esse é um trabalho permanente para nós. No mercado, uma mudança grande foi a análise das cadeias de valor. Hoje estamos fazendo muito mais colaboração com fornecedores e parceiros em toda a cadeira. Outro fator tem sido o investimento em Startups, que é fundamental para gerar novos negócios, e isso é novo em um mercado como o nosso, em uma multinacional da área química”, destacou o veterano John Biggs, da DOW Brasil, um dos mais aplaudidos da noite.

“Nós usamos a inovação e a ciência para ajudar os nossos clientes e parceiros a vencer seus desafios. Num cenário desafiador hoje como o do Brasil, queremos ajudar nossos clientes a se tornarem mais produtivos. Uma das chaves do nosso sucesso é a colaboração. Além disso, focamos muito em inovação voltada para o cliente”, afirmou Camila Cruz, diretora de P&D da 3M.

“Participamos do prêmio há 6 anos e estamos muito felizes com esse primeiro lugar. Esse prêmio é de 4 mil pares de mãos que investem em inovação e digitalização dentro da BASF no Brasil. Nosso desafio é liderar essa transformação e digitalização no setor químico. Temos hoje uma ligação com programas de startups e de aceleração. Mas também investimos em manter a chama da inovação no ambiente interno, com programas de sustentação da cultura de inovação, como o EUREKA, que está completando 34 anos“, destacou Rony Sato, da BASF, a grande vencedora da noite.

Confira o ranking 2017:

1º BASF S.A.
2º 3M do Brasil Ltda
3º Tecnisa S.A.
4º Dow Brasil AS
5º Whirlpool
6º Embraco
7º Eletropaulo
8º AES Tietê
9º Grupo Fleury
10º Ambev
11º ENEL
12º CPFL
13º Cielo
14º Vale
15º White Martins
16º EDP
17º Leroy Merlin
18º Algar
19º Braskem
20º BrasilPrev

Além do Best Innovator, a A.T. Kearney conta com outras iniciativas de inovação como IMP3rove – European Innovation Management Academy EWIV, fundada em 2014 como uma organização sem fins lucrativos, que ajuda clientes do setor público e privado a melhorar suas práticas de inovação para o crescimento. Em 2015 o Grupo Fleury foi selecionado como uma das empresas mais inovadoras.

Confira algumas imagens do evento:

​​Grupo Fleury

Dra. Jeane Tsutsui, Diretora Executiva Médica e Técnica, e Galeno Jung, Diretor Executivo de Estratégia, Marketing e Inovação. Ambos do Grupo Fleury.

​​ ​​Vencedores

Vencedores

​​ ​​Evento

Evento de premiação​

​​​​​​
Imprimir